Jornal do Brasil

Rio - Caderno Niterói

CIDADE - Corredor da TransOceânica entrará em operação dia 27/4

Treze estações em 12 bairros receberão ônibus com quatro portas

Jornal do Brasil , cadernoniteroi@jb.com.br

O niteroiense, enfim, poderá contar com o início das operações do corredor de transportes da TransOceânica, marcado para dia 27/4. A via exclusiva para ônibus terá 9,3 quilômetros, 13 estações em 12 bairros, e ligará a Região Oceânica à Zona Sul, pelo novo túnel Charitas-Cafubá. O corredor pretende reduzir o tempo de viagem em 30%, e vai beneficiar 125 mil pessoas por dia.

Os coletivos, do sistema BHLS (bus of high level of service, ônibus de alto nível de serviço), não trafegarão apenas no corredor expresso. Com piso na altura do passeio público, os novos veículos têm ar-condicionado, capacidade para 90 passageiros, são adaptados para deficientes físicos, e contam com quatro portas, duas de cada lado, para agilizar a circulação de pessoas. Niterói é a única cidade do Estado do Rio com este modelo de transporte.

A migração dos ônibus municipais para a pista exclusiva acontecerá de forma gradual. Na primeira fase, serão criadas três novas linhas, com 43 ônibus automáticos, que seguirão até o Centro: Oceânica 1 (Piratininga x Centro), Oceânica 2 (Itaipu x Centro) e Oceânica 3 (Itaipu x Centro via Engenho do Mato). Elas substituirão as antigas 38 (Itaipu), 38B (Itaipu x Charitas), 39 (Piratininga) e 39B (Piratininga x Charitas). Continuarão em operação na Região Oceânica, sem passar pelo túnel Charitas-Cafubá, mas sim pelo Largo da Batalha, a 38A (Itaipu x Centro), 39A (Piratininga x Centro), 46 (Várzea das Moças x Centro), 52 (Baldeador x Itaipu), 54 (Sapê x Piratininga) e 55A (Várzea X Piratininga). Apenas a 52A (Baldeador X Itaipu, via túnel Charitas-Cafubá) sofrerá alteração. O novo trajeto será feito entre o Baldeador e Charitas.

“É um dos projetos de transporte público mais avançados dos País. Permitirá um salto de qualidade nos deslocamentos da população da cidade, especialmente para a Região Oceânica”, diz secretário municipal de Urbanismo Renato Barandier.

Cada ônibus tem capacidade para transportar até 90 passageiros. A velocidade máxima permitida é de 40 km/h no corredor e 30 km/h nas estações. O valor da passagem será o atual das demais linhas municipais: R$ 3,90.

Macaque in the trees
Corredor de transportes da TransOceânica, Niterói (Foto: Divulgação/Prefeitura de Niterói)

As 13 estações, sendo duas reguladoras e 11 intermediárias

Charitas / Cafubá / Lagoa de Piratininga / Piratininga / Maralegre / Comércio Central / Santo Antônio / Vila São Pedro / Morro da Peça / Maravista / Praça Central / Boa Vista / Engenho do Mato