Rio

Leitos de UTIs de hospitais municipais do Rio atingem 100% de lotação para casos de covid

Todos os leitos de UTI da rede municipal do Rio de Janeiro estão lotados, segundo último balanço da prefeitura. Nos hospitais estaduais e federais restam poucas vagas

Foto: Folhapress
Credit...Foto: Folhapress

No início de dezembro, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) alertou para risco de colapso da rede de saúde pública do Rio. A entidade disse ainda que há número alto de mortes em domicílios e excesso de óbitos.

Na capital, os 288 leitos de UTIs para pacientes graves de coronavírus estão lotados. A cidade registra 144.641 casos e 13.594 mortes pela covid-19. Hospitais particulares também estão registrando alta de ocupação.

Como consequência do aumento de casos e da alta ocupação dos hospitais, aumentou o número de pessoas que recorrem à Justiça para conseguir uma vaga em unidades de saúde.

Taxa de ocupação de todo SUS é de 92%
Ao todo, 472 indivíduos com a covid-19 ou suspeita da doença estão na fila de espera para um leito no estado, sendo que 252 precisam de UTI. A prefeitura informou, segundo o portal G1, que nos próximos 15 dias serão abertos 170 leitos de enfermaria no Hospital de Campanha e outros 50 leitos de UTI serão inaugurados.

Em toda a rede pública da cidade do Rio, a taxa de ocupação de UTI é de 92%, e nos leitos de enfermaria, de 87%. No estado, a ocupação do SUS para pacientes graves de coronavírus é de 82%, enquanto na enfermaria a lotação está em 63%. O estado do Rio de Janeiro registra 23.151 óbitos e 371.376 casos de covid-19.(com agência Sputnik Brasil)