Rio

STF nega anulação de júri da 'viúva da Mega-Sena'

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), indeferiu o habeas corpus em que a defesa de Adriana Ferreira Almeida, que ficou conhecida como "a viúva da Mega-Sena", pedia a anulação do júri que a condenou à pena de 20 anos de reclusão por homicídio duplamente qualificado. Adriana foi denunciada e condenada como mandante do assassinato de seu companheiro, o milionário René Sena, em janeiro de 2007, em Rio Bonito, na Região Metropolitana do Rio.