Rio

Mulher é feita refém pelo marido

Trancada na cozinha de casa, ameaçada com um facão e tendo sua cabeça batida na pia pelo próprio marido. A violência sofrida pela cuidadora Ana Paula de Lima, de 31 anos, na madrugada de ontem, chocou vizinhos e familiares da vítima, em Santa Cruz, na Zona Oeste.

Segundo relato de Ana Vieira dos Santos, 50, mãe da vítima, o agressor, Ademilson Ferreira da Silva, era casado com sua filha há oito anos. A família decidiu pedir ajuda da polícia depois de ouvir as agressões de Ademilson, antes das 5h.

Macaque in the trees
Agente do Bope exibe facão retirado de agressor após rendição (Foto: Divulgação/ Polícia Militar)

“Com uma faca na mão ele ameaçava matar a minha filha. Ele bateu muito com a cabeça dela na pia”, disse a mãe da vítima. “Quando fui tentar socorrer, ele tinha trancado minha filha na cozinha, não consegui entrar. Pedi ajuda dos vizinhos”.

Os familiares tentaram impedir as agressões, mas não conseguiram, porque o Ademilson trancou a mulher na cozinha. A filha da vítima, de 10 anos, também estava na casa no momento em que a mãe foi mantida em cárcere.

O local foi cercado por policiais do 27º BPM (Santa Cruz), mas só a chegada de agentes do Batalhão de Operações Especiais (Bope) fez com que Ademilson se rendesse. A negociação durou cerca de duas horas e os agentes só conseguiram conter o agressor com uma arma de eletrochoque. O preso será apresentado à audiência de custódia onde permanecerá à disposição da justiça. Ele vai responder por lesão corporal e cárcere privado pela Lei Maria da Penha.

Já Ana Paula foi levada para o Hospital Municipal Pedro II, no mesmo bairro onde ocorreu o crime. Com ferimentos no rosto e na parte de trás da cabeça, passou por exames e foi internada.

A Secretaria Saúde informou que Ana Paula possui hematomas e escoriações e, por isso, realizou diversos exames médicos.

Segundo familiares, o casal não tinha histórico de brigas.