Rio

Condomínio faz chamada pública para ocupar a edificação histórica no bairro de Botafogo

Há um ano, um palacete da cidade, tombado pela administração municipal em 1987, está sem destino certo. Inaugurada em 1879, a edificação, de estilo eclético, foi um sonho do português Joaquim Francisco Guimarães, que, à época, foi mais uma das belas chácaras na Rua São Clemente, em Botafogo na Zona Sul. O imóvel fica no terreno de um condomínio com mais dois prédios de apartamentos, e o casarão antigo pertence àquela copropriedade, como se fosse uma espécie de anexo. Ocorre que ele é tão bonito que faz um imenso contraste com os imóveis de estilo pós-moderno do próprio condomínio. Destaca-se tanto na paisagem que os condôminos decidiram fazer uma chamada pública, a fim de alugar o espaço. Nela, há uma ênfase à manutenção da fachada, como exige o tombamento. “O terreno inteiro foi comprado por uma construtora, e ela, para não derrubar a estrutura histórica, fez um comodato com a prefeitura, que, assim, pôde utilizá-lo por 20 anos. Só que esse prazo terminou no ano passado”, explicou o arquiteto Carlos Fernando Andrade, consultor do condomínio na chamada pública.

Macaque in the trees
Inaugurado em 1879 na Rua São Clemente, palacete está sem uso desde o ano passado, quando terminou um comodado com a prefeitura que durou 20 anos (Foto: José Peres)

A ideia do condomínio é que ali funcione algo como uma galeria ou um restaurante. Nada que tumultue a vida dos moradores, à semelhança do que ocorria no passado. “Esse palacete se insere no contexto descrito pelo economista Carlos Lessa no livro “Rio de todos os Brasis. uma reflexão em torno da autoestima”. Nele, Lessa informa que, no fim do século, havia cerca de 30 palacetes privados na cidade”, como o Palácio do Itamaraty, no Centro da Cidade, e o Palácio Guanabara, em Laranjeiras”, disse Carlos Fernando, acentuando que, em 1997, no governo de Luiz Paulo Conde, a edificação passou a ser sede do Centro de Arquitetura e Urbanismo do município.

O arquiteto diz que, após a chamada pública, haverá uma análise dos melhores projetos, e os autores poderão fazer melhorias e adequações, enquanto o condomínio poderá tirar dúvidas. Depois dessa triagem, a melhor proposta será escolhida.

Macaque in the trees
O trânsito intenso da Rua São Clemente divide a atenção de quem quer apreciar as edificações históricas da via, em que o Palacete Linneo de Paula Machado, construído pela família Guinle, compete em beleza com a Casa de Ruy Barbosa, de estilo neoclássico (Foto: José Peres)

Estudioso do patrimônio histórico e cultural, o arquiteto Augusto Ivan dá um passeio pelas casas da Rua São Clemente. “O palacete em questão, que foi sede do colégio Jacobina de 1945 a 1980, é incrível, mas a rua tem outras edificações que chamam a atenção. O difícil é parar para apreciá-las numa rua de passagem, sempre lotada de carros e ônibus”.

Augusto Ivan, de certa forma, tenta parar o trânsito na São Clemente e transportar os transeuntes ali para os séculos XIX e XX. “Nessa rua, por exemplo, há a Casa de Ruy Barbosa, que tem estilo com todas as características do neoclássico”. Para ele, vale a pena também abstrair a calçada estreita e os automóveis tirando fino dos passantes para apreciar o Palacete Linneo de Paula Machado, erguido pela família Guinle, onde atualmente está instalada a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan). “No terreno, a Firjan também elevou uma construção contemporânea. E o palacete eclético e essa edificação mais moderna geraram uma boa composição”, disse ele. “Há ainda uma vila construída por ingleses, e o Colégio Santo Inácio, com sua igreja, é mais um exemplo de boa arquitetura”, adicionou, Ivan, lembrando um exemplo após o outro na São Clemente. “A edificação , onde fica o Consulado de Portugal, é outro exemplo de boa construção, assim como a onde está instalada a prefeitura naquela rua, que é nobre, mas tumultuada à beça”.

Não fosse assim, daria uma bela aula de arquitetura a céu aberto.

Macaque in the trees
A Rua tem outras belas construções, como o Colégio Santo Inácio e o prédio onde está instalada a prefeitura (Foto: José Peres)



Inaugurado em 1879 na Rua São Clemente, palacete está sem uso desde o ano passado, quando terminou um comodado com a prefeitura que durou 20 anos
O trânsito intenso da Rua São Clemente divide a atenção de quem quer apreciar as edificações históricas da via, em que o Palacete Linneo de Paula Machado, construído pela família Guinle, compete em beleza com a Casa de Ruy Barbosa, de estilo neoclássico
A Rua tem outras belas construções, como o Colégio Santo Inácio e o prédio onde está instalada a prefeitura