Jornal do Brasil

Rio

Detran-RJ para de emitir documentos após prisão do presidente

Leonardo Jacob foi preso quinta-feira na Operação Furna da Onça

Jornal do Brasil

A exoneração do presidente do Departamento Estadual de Trânsito do Rio de Janeiro, Leonardo Jacob, interrompeu na manhã de hoje (9) a emissão de documentos que dependen da assinatura eletrônica dele, como o documento de identidade e a Carteira Nacional de Habilitação. Jabob foi exonerado porque foi preso ontem (8) na Operação Furna da Onça, do Ministério Público Federal e da Polícia Federal.

A investigação apontou um esquema de compra e venda de votos na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro e indicou o loteamento de cargos públicos e mão de obra terceirizada por deputados estaduais no Departamento de Trânsito. Ao todo, 22 pessoas foram presas, incluindo parlamentares.

Na manhã desta sexta-feira, o governador Luiz Fernando Pezão publicou, Diário Oficial do Estado, a exoneração de Leonado Jacob da presidência do Detran, o que impediu a emissão dos documentos.

Em nota, o governo informou que já designou a diretora administrativa do Detran, Fernanda Curdi, para responder interinamente pelo expediente do órgão. Segundo a assessoria de imprensa do Detran, a questão já foi resolvida pela nomeação.

"A emissão de documentos de habilitação e identificação já está normalizada e a de veículos, na segunda-feira. Os usuários que não conseguiram retirar o documento poderão retornar à unidade em que foram atendidos, a partir da próxima segunda-feira (12)", informa nota divulgada pela assessoria de imprensa do Detran.