Bruno Covas avisa: 'Se seguir Bolsonaro, SP vai explodir igual em Milão'

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), afirmou em entrevista publicada nesta quarta-feira que a população deve ignorar os conselhos que o presidente Jair Bolsonaro vem dando aos brasileiros em suas entrevistas e pronunciamentos.

Em entrevista ao jornal "O Globo", Covas destacou que o isolamento social, defendido pela maioria de prefeitos e governadores, além de autoridades internacionais, é a melhor forma de conter o novo coronavírus, o que contraria as falas de Bolsonaro.

Macaque in the trees
O prefeito Bruno Covas em foto de arquivo (Foto: Leon Rodrigues/SECOM)

"Se as pessoas forem seguir os conselhos do presidente, que não tem nenhuma base científica, a situação em São Paulo vai explodir como em Milão", sentenciou Covas, que é aliado do governador do estado de São Paulo, João Doria (PSDB) – este adversário de Bolsonaro.

Segundo o tucano, a postura do presidente brasileiro tem atrapalhado, ajudando apenas a confundir e causar confusão perante a sociedade e no próprio governo.

"Fazemos aqui o que apontam os médicos, cientistas e pesquisadores. Você sabe o que significa em meu currículo, como prefeito, fechar o parque do Ibirapuera, um cartão postal da cidade? As falas do presidente confundem. Há confusão dentro do próprio governo dele, o presidente fala uma coisa, ministro fala outra. Ele deveria reforçar a importância das pessoas colaborarem com o isolamento social", completou.

O prefeito da maior cidade do Brasil ainda falou sobre outros assuntos, como a falta de testes para COVID-19 na cidade onde, até o momento, os números oficiais apontam para 121 mortos, e admitiu que há subnotificação de óbitos pela pandemia, pela demora dos resultados.(Sputnik Brasil)