Moro 'mentiu' sobre interferência na PF, diz Bolsonaro

Macaque in the trees
Presidente Jair Bolsonaro rebateu acusações do ex-ministro da Justiça (Foto: REUTERS/Adriano Machado)

Em uma publicação em sua página no Facebook, o presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou neste domingo (26) que o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro "mentiu" sobre a possível interferência na Polícia Federal (PF).

"Lamentavelmente o ex-ministro mentiu sobre interferência na Polícia Federal. Nenhum superintendente foi trocado por mim. Todos foram indicados pelo próprio ministro ou diretor geral. Para mim os bons Policiais estão em todo o Brasil e não apenas em Curitiba, onde trabalhava o então juiz", escreveu Bolsonaro.

Em seu post, Bolsonaro também anexou um vídeo de Susanna Val Moore, presidente do Sindicato dos Policiais Federais em São Paulo.

Moro deixou o Ministério da Justiça nesta sexta-feira (24). Em seu pronunciamento, Moro disse que Bolsonaro tentou interferir politicamente na liderança da PF para obter acesso a informações sigilosas e relatórios de inteligência.

Ontem (25), o chefe de Estado brasileiro publicou no Twitter uma foto tirada em 2019 onde ele está abraçado com Moro. No post, Bolsonaro mencionou a série de reportagens denominada "Vaza Jato" e declarou que estava abraçado com o ex-ministro enquanto partidos e o Supremo Tribunal Federal (STF) pressionavam o ex-juiz.

Minutos depois, Moro rebateu o presidente, afirmando que apoio Bolsonaro quando "ele foi injustamente atacado".

O nome do novo ministro da Justiça ainda não foi confirmado. No entanto, segundo o jornal "Folha de S. Paulo", o favorito para assumir o cargo é o ministro Jorge Oliveira, da Secretaria-Geral da Presidência.(Ansa)