Candidatos desconhecidos a governador de SP usam debate para se apresentar

A primeira pergunta no debate da Band na noite desta quinta-feira, 16, foi utilizada pelos candidatos pouco conhecidos a governador de São Paulo para se apresentarem ao eleitor.

Primeiro a abrir a sessão de respostas, o governador Márcio França (PSB) usou boa parte de seu tempo comentando a trajetória política dele e disse estar comprometido com a segurança pública no Estado de São Paulo. Ele ressaltou ainda a homenagem que concedeu à policial Kátia da Silva Sastre.

Rodrigo Tavares (PRTB) se apresentou ao público como o candidato da renovação. Ele exaltou o trabalho dos policiais militares e defendeu maior atuação do governo do Estado na segurança pública.

Marcelo Cândido (PDT) reforçou que é o candidato de Ciro Gomes no Estado de São Paulo. Luiz Marinho (PT) se apresentou como ex-prefeito de São Bernardo do Campo e ressaltou o nome da vice, a professora Ana Bock.

Lisete Arelaro (PSOL) disse que é a "novidade da eleição". Veladamente ela atacou o candidato do PSDB, João Doria, ao dizer que ele abandonou a cidade. Ela disse também do "candidato do Temer", sem se referir nominalmente a Paulo Skaf (MDB).

Deslize

Logo na abertura do debate, o apresentador Fabio Pannunzio errou o sobrenome do governador paulista. O jornalista chamou-o de Márcio Braga, e não de Márcio França.