Juiz confirma interrogatório de Lula para esta quinta

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teve negado um pedido para adiar seu depoimento ao juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília, marcado para esta quinta-feira (21).

O ex-mandatário será ouvido por meio de videoconferência, já que está preso na carceragem da Polícia Federal (PF) em Curitiba (PR), às 9h da manhã. O interrogatório foi adiado em três ocasiões.

O caso corre no âmbito da Operação Zelotes e tem Lula como réu por tráfico de influência, lavagem de dinheiro e organização criminosa ao, supostamente, ter tentado interferir na aquisição de 36 aviões militares da fabricante sueca Saab.

Além disso, o Ministério Público diz que o petista teria negociado a prorrogação de medida provisória que concedia incentivos fiscais para montadoras de automóveis. O objetivo seria beneficiar as empresas MMC Automotores, subsidiária da Mitsubishi no Brasil, e Caoa, distribuidora das marcas Ford, Hyundai e Subaru.

Assim como a Saab, as duas companhias eram clientes do escritório de lobby Marcondes & Mautoni, que teria repassado R$ 2,5 milhões a Luis Cláudio, filho de Lula.