Flavio Bolsonaro rebate denúncia da PGR e diz que pai está 'esbanjando saúde'

Assim como o patriarca da família, Flávio Bolsonaro também não tem freios e, vez ou outra, passa do ponto. Em sua conta no Twitter, o deputado criticou a denúncia de Raquel Dodge ao STF, acusando Jair Bolsonaro de racismo. 

"Racista é o c... da sua mãe, militante esquerdista nojento. Jair Bolsonaro foi forjado no quartel, lugar de gente decente, humilde, trabalhadora e cheio de negão!", vociferou em post na rede social no mesmo dia da denúncia da PGR.

Além da declaração, mudou seu nome no Twitter para Flávio NEGÃO Bolsonaro, gerando revolta entre muitos usuários da rede. 

No dia seguinte, ontem, 14, compartilhou um vídeo de Jair Bolsonaro na praia, correndo com sua irmã, Laura. "Bolsonaro, flagrado esbanjando saúde, anuncia contratação por time de futebol! rs", diz Flávio, ironizando a informação de que o pré-candidato à presidência havia sido internado em hospital no Rio de Janeiro após dia extenuante em Roraima. "Doentes estão os adversários, que não cansam de inventar mentiras e passar vergonha", completou.

Flávio Bolsonaro também compartilhou vídeo do pai abraçando negros. Ironizou: "Muito racismo e homofobia. Peço repassar".

Em palestra no Clube Hebraica, no ano passado, Jair Bolsonaro fez comentários considerados "inaceitáveis" por parte de Raquel Dodge. "Eu fui num quilombo. O afrodescendente mais leve lá pesava sete arrobas. Não fazem nada! Eu acho que nem para procriador ele serve mais”, disse à época o deputado. Antes mesmo da denúncia da PGR, o parlamentar já havia sido condenado a pagar R$ 50 mil por danos morais às comunidades quilombolas e população negra.