'Le Monde': Lava Jato abala "velho mundo" da política brasileira

Jornal francês diz que lista de Fachin pode ser o início do fim de muitos políticos

Matéria publicada nesta quarta-feira (12) pelo jornal francês Le Monde analisa a repercussão da lista divulgada pelo ministro do Suprema Edson Fachin. 

De acordo com a reportagem "a debandada" no Congresso foi tão grande que o presidente da Câmara dos Deputados teve que interromper a votação em andamento, que dizia respeito a crise fiscal dos Estados.

O vazio da Câmara, avalia o Monde, já é um sinal de ansiedade que prevalece em Brasília, e nesta semana aconteceu logo em seguida a divulgação da lista de figuras políticas sujeitas a investigação criminal da Justiça do Supremo Tribunal, ordenada por Edson Fachin, relator de "Lava Jato". 

O diário afirma que o caso afeta quase todos os partidos políticos, tanto a legislatura como o executivo, os presidente da Câmara dos Deputados, do Senado e ex-presidentes da esquerda e da direita. Não menos de quarenta deputados, cerca de 24 senadores, incluindo Aécio Neves, candidato presidencial em 2014 e oito ministros próximos ao presidente Michel Temer são suspeitos de envolvimento no escândalo. A maioria está sendo acusada ??de corrupção, ativa ou passiva, ou lavagem de dinheiro.

Todos negam, fala o noticiário. Em nota, o senador Aécio Neves diz que a divulgação pública do conteúdo de depoimentos acusando ele irá "desmascarar as mentiras e demonstrar a veracidade absoluta de sua conduta", enquanto o presidente do Senado, Eunício Oliveira, garante que "deve haver maturidade na justiça brasileira para (...) distinguir as mentiras e versões alternativas da verdade."

> > Le Monde L’ensemble du vieux monde politique brésilien dans la tourmente « Lava Jato »