Após pressão, Doria cancela palestra financiada por empresários em SP

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB) cancelou a participação que faria em evento do Lide, empresa fundada pelo tucano, conhecida por pedir contribuições de empresários para organizar palestras com políticos. As informações são da Folha de S. Paulo.

Na semana passada, o jornal revelou que, na primeira semana do ano, a Lide enviou e-mails a empresários para pedir patrocínio para o evento, que ocorreria durante um almoço com 250 convidados, no hotel Grand Hyatt, em São Paulo, no dia 6 de março.

As cotas de copatrocínio solicitadas custariam R$ 50 mil e dariam aos presidentes das empresas doadoras o direito de se sentarem à mesa principal, ao lado do prefeito, além de aparições de suas logomarcas em painéis.

O presidente do Lide, Gustavo Ene, afirmou que não havia conflito de interesse por parte do prefeito porque o controle acionário da empresa foi transferido para o controle dos filhos de Doria.

O pedido de transferência da empresa já foi feito mas, formalmente, ainda não aconteceu e aguarda os trâmites comerciais. Outro argumento de Ene para negar o conflito de interesse foi o fato de outros prefeitos e governadores já terem participado de palestras no Lide, com recursos captados entre empresas.

Na última quinta (19), a liderança do PT na Câmara Municipal entrou com uma representação no Ministério Público de São Paulo para pedir a suspensão da palestra do prefeito.

>> As palestras de Doria e as palestras de Lula

Veja na íntegra a carta enviada pela Prefeitura de São Paulo com a justificativa para cancelamento da palestra

Para evitar que haja qualquer tipo de interpretação distorcida sobre sua conduta, o prefeito de São Paulo, João Doria, decidiu declinar o convite para ministrar palestra durante almoço organizado pelo Lide. A Prefeitura de São Paulo reafirma que a participação do prefeito não representaria qualquer ilegalidade, nem feriria a moralidade e a ética públicas.

Tanto é que os últimos três prefeitos da cidade de São Paulo participaram de eventos semelhantes promovidos pelo Lide, que há 14 anos realiza almoços com a participação das mais diversas autoridades públicas e de centenas de líderes empresariais.

A Prefeitura observa ainda que o Lide, assim como fazem veículos de comunicação de prestígio e seriedade como Exame, Época Negócios, Folha, Estadão, Valor e O Globo, comercializam cotas de patrocínio de seus eventos empresariais. E nada desqualifica os eventos nem seus organizadores e participantes por esta razão.