Teste de integridade é retirado do projeto de medidas anticorrupção

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou, por 326 a 14, destaque do PSB e retirou do projeto de lei de medidas contra a corrupção (PL 4850/16) a possibilidade de os órgãos públicos realizarem o teste de integridade com servidores públicos.

De autoria do deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), o texto prevê a tipificação do crime eleitoral de caixa dois, a criminalização do eleitor pela venda do voto e a transformação de corrupção que envolve valores superiores a 10 mil salários mínimos em crime hediondo.

>> Câmara aprova projeto que cria medidas de combate à corrupção

*  Da 'Agência Câmara Notícias'