'El País' destaca terceiro ato contra Temer nesta semana

Reportagem diz que 15 mil pessoas pediam a saída do presidente em frente a sua casa

Matéria publicada pelo jornal espanhol El País nesta sexta-feira (9) conta que Gritando "Fora, Temer" e "Diretas já", uma multidão marchou até a casa do presidente Michel Temer, na Zona Oeste de São Paulo, na noite desta quinta-feira (8). A estimativa de Guilherme Boulos, líder do MTST e um dos convocadores da marcha, é que cerca de 15.000 foram foram à marcha. 

Segundo a reportagem do El País a Polícia Militar não divulgou estimativa de público. Foi a terceira manifestação contra o presidente na semana e, assim como na quarta-feira, terminou sem repressão policial.

> > El País Miles de personas se manifiestan en São Paulo ante la casa del presidente de Brasil

O jornal espanhol fala que o ato teve concentração no Largo da Batata, mesmo local onde, no domingo (4), a Polícia Militar jogou bombas de gás e jatos d'água para dispersar uma manifestação que já havia acabado. Desta vez, porém, os policiais apenas acompanharam o protesto que saiu por volta das 19h em direção ao bairro Alto de Pinheiros, onde fica a casa do presidente Michel Temer. Um helicóptero da polícia sobrevoou os manifestantes durante todo o trajeto. 

El País ressalta que a marcha durou cerca de uma hora e meia até a frente da casa do presidente, local onde ele não reside no momento. A residência estava cercada com grades baixas e escoltada por policiais militares e do Batalhão de Choque. Ali, os manifestantes pediram a saída do presidente, e o petista Eduardo Suplicy propôs, no microfone, a realização de um plebiscito para que a população decida se quer ou não que Temer permaneça no poder.