Suplicy: Temer precisa consultar povo brasileiro para saber se fica até 2018

O ex-senador Eduardo Suplicy (PT-SP) sugeriu, nesta quinta-feira (1º), que o presidente empossado Michel Temer proponha um plebiscito para perguntar à população se ele deve exercer o cargo de Presidente da República até o dia 31 de dezembro de 2018, quando terminaria o mandato de Dilma Rousseff.

Segundo Suplicy, que é candidato a vereador nas eleições municipais deste ano em São Paulo, essa seria a única maneira de Temer saber se tem ou não legitimidade para permanecer no cargo.

"Sugiro que o presidente Michel Temer realize a proposta de consulta pública para saber se o povo brasileiro quer ou não que ele exerça o mandato até 31 de dezembro de 2018".

Nesta quarta-feira (31), horas depois de o Senado promulgar a destituição de Dilma e a posse de Temer do cargo de chefe do Executivo do país, o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa fez duras críticas ao processo de impeachment -- um "impeachment tabajara", segundo ele -- e disse que o peemedebista não terá o respeito e a estima dos brasileiros.

>> Joaquim Barbosa diz que Temer não terá respeito e estima de brasileiros

Logo após a cerimônia de posse do cargo, realizada no Congresso Nacional, o presidente Michel Temer disse, em reunião com ministros, que não toleraria ser chamado de "golpista". Durante a noite desta quarta, protestos em diversas cidades brasileiras tinham como alvo o novo presidente. As palavras de ordem "golpista" e "Fora, Temer" foram as mais mencionadas nos atos.