Cláudia Cruz pede a Moro sigilo para extratos de cartão de crédito

Mulher de Eduardo Cunha é acusada de lavagem de dinheiro e evasão de divisas

Os advogados de defesa da jornalista Cláudia Cruz, mulher do deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), pediram ao juiz federal Sérgio Moro que os extratos de cartões de crédito da ré na Lava Jato sejam mantidos sob sigilo. O pedido abrange, ainda, Cunha e a filha do casal, Danielle Dytz da Cunha. As informações são da coluna de Lauro Jardim, no jornal O Globo.

Cláudia Cruz pediu, também, sigilo de documentos referentes às contas Triumph, Orion, Acona, Kopek e Netherton. Os documentos aos quais se referem a defesa da jornalista estão sob poder da justiça e compõem o processo de lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

No dia 9 de junho, Moro aceitou denúncia oferecida pelos procuradores da Lava Jato contra Cláudia Cruz. Segundo o Ministério Público Federal (MPF), a denúncia foi oferecida face aos crimes de lavagem de dinheiro e evasão de divisas “envolvendo valores provenientes do esquema criminoso instalado na Diretoria Internacional da Petrobras”, diz a nota do MPF. Com o recebimento da denúncia, Cláudia Cruz passa à condição de ré.

Segundo o MPF, as investigações apontam que a mulher de Cunha tinha consciência dos crimes que praticava e que ela é a única controladora da conta em nome da offshore Köpek, na Suíça. A conta foi usada para pagar despesas feitas com cartão de crédito no exterior.

“Como já salientado, as provas da investigação indicam que Claudia Cordeiro Cruz tinha consciência dos crimes que praticava. De início, esses gastos exorbitantes evidentemente desbordam, no plano do senso comum, do padrão de qualquer funcionário público, por mais que seja um deputado federal. Nessa linha, as despesas de cartão de crédito no exterior no montante superior a US$ 1 milhão no prazo de sete anos pagas por Claudia Cruz foram totalmente incompatíveis com a renda e o patrimônio declarado de Eduardo Cunha”, diz o MPF na denúncia.

>> MPF nega devolução de passaporte de Cláudia Cruz

>> Moro mantém ação contra Cláudia Cruz e nega que haja cerceamento da defesa

>> MPF: mulher de Cunha transformou dinheiro público em sapatos e roupas de grife

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais