Tasso Jereissati aponta fracasso de modelo político e pede reformas

Em sessão na madrugada desta quinta-feira (12), na votação do impeachment, o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) apontou o fracasso do modelo político do país e afirmou que Dilma Rousseff “não apenas cedeu ao sistema, mas tirou benefício dele”. Segundo ele, a presidente mentiu para o povo com a única intenção de manter-se no poder a qualquer custo.

"A partir deste pecado original, muitos outros foram cometidos. As chamadas pedaladas fiscais são apenas as ferramentas utilizadas para enganar a população brasileira, mascarando a realidade da economia, fraudando os dados das contas públicas, agindo com a consciente, dolosa e única intenção de ganhar as eleições de 2014".

Tasso enfatizou que, embora Dilma tenha sido legitimamente eleita, é inegável que existem os motivos legais para sofrer o impeachment.

Para Tasso, o país vive uma crise de representatividade, evidenciada pela multiplicidade de partidos e pelo “anacrônico” sistema proporcional de eleição.

"Nosso maior desafio a partir de amanhã será a construção de um novo modelo político. O que está aí se exauriu completamente e está na raiz das sucessivas crises como a que estamos vivendo hoje".