Michel Temer se licencia da presidência do PMDB

Novo presidente, Romero Jucá terá "melhores condições" para reagir a "ataques"

O vice-presidente da República, Michel Temer, comunicou que se licenciou da presidência nacional do PMDB, de acordo com informações de sua assessoria. Quem assume o comando do partido é o primeiro-vice-presidente, senador Romero Jucá (RR).

No Twitter, Jucá anunciou que assumiu a presidência do PMDB na manhã desta terça-feira (5) e que fará um pronunciamento sobre o assunto às 15h30, no plenário do Senado. O anúncio ocorre exatamente uma semana após o PMDB ter deixado a base do governo da presidenta Dilma Rousseff.

De acordo com a assessoria de Michel Temer, a avaliação é que Jucá terá "melhores condições" de reagir aos "ataques" que o PMDB tem sofrido nas últimas semanas.

>> No Senado, Jucá diz que Temer se afastou para se preservar de ataques

O Jornal do Brasil havia noticiado alguns dias antes da convenção nacional que reelegeu Temer para a presidência do partido que havia um acordo entre o vice-presidente e os líderes do partido no Senado para revezamento no comando da sigla. O acordo ajudou a reconduzir Temer à liderança do PMDB.