Instituto Lula diz que ex-presidente não pode ocultar patrimônio que não é dele

Denúncia de promotor do MP-SP "não tem base na realidade"

Em nota divulgada nesta quinta-feira (10), o Instituto Lula afirmou que a denúncia apresentada à Justiça pelo promotor Cássio Conserino, do Ministério Público de São Paulo, nesta quarta-feira, "não tem base na realidade. A entidade acrescentou que Lula já desmentiu mais de uma vez as acusações de que seria proprietário do triplex no Guarujá e do sítio em Atibaia.

"A denúncia do promotor Cássio Conserino, do Ministério Público de São Paulo, não tem base na realidade, conforme o Instituto Lula já mostrou. Em 30 de janeiro deste ano, foram divulgados todos os documentos relativos à cota do Edifício Solaris, que mostram que Lula e sua família nunca tiveram apartamento no Guarujá. O ex-presidente sempre declarou a cota em seu Imposto de Renda", informa a nota.

O Instituto Lula relacionou, ainda, por meio de um link a lista de documentos que foram encaminhados ao promotor. A nota afirma, no entanto, que "já era previsível que Conserino encaminhasse a denúncia, já que declarou à revista Veja que considerava o ex-presidente culpado antes mesmo de ouvir a defesa de Lula".

>>Veja os documentos apresentados e a explicação sobre o apartamento do Guarujá

>> Veja o depoimento de Lula dado ao Ministério Público

>>Defesa denuncia "intenção de macular imagem de Lula"

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais