Dilma reúne 27 ministros após rejeição das contas pelo TCU

Durou cerca de duas horas a reunião da presidente Dilma Rousseff com os ministros, no Palácio do Planalto. Foi o primeiro encontro ministerial após a reforma administrativa, que cortou oito ministérios e quase 3 mil cargos comissionados, além de remanejar o comando de dez pastas.

Dos 31 ministros, quatro não compareceram porque estão em viagem oficial ou de férias. Joaquim Levy (Fazenda), Alexandre Tombini (Banco Central) e Kátia Abreu (Agricultura) estão em viagem oficial ao exterior, e Izabella Teixeira (Meio Ambiente) está em férias.

Desta vez, a presidente não fez o tradicional discurso de abertura. O encontro foi convocado em meio a turbulências enfrentadas pelo governo. Nesta quarta (7), o Tribunal de Contas da União aprovou por unanimidade o relatório que recomenda ao Congresso Nacional a rejeição das contas da presidente de 2014 em razão das chamadas “pedaladas fiscais” e da “desgovernança” das contas públicas pelo Executivo.

Também nesta semana, o Congresso deixou de votar os vetos presidenciais a algumas pautas-bomba, por falta de quórum na Câmara.