Ministro do STF manda abrir inquérito para investigar Agripino Maia

Presidente do DEM é suspeito de corrupção passiva e lavagem de dinheiro

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou abertura de inquérito para investigar o presidente nacional do DEM,  senador José Agripino Maia (RN), por suposta prática de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.O pedido de inquérito foi feito pela Procuradoria Geral da República e resulta de investigações da Operação Lava Jato.

Segundo a PGR, as investigações apontaram que o senador combinou pagamento de propina com executivos da OAS, uma das empreiteiras alvo da Lava Jato. O dinheiro teria sido desviado da obra do estádio Arena das Dunas, em Natal.

Em março deste ano, a ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), também, autorizou a abertura de inquérito para investigar se Agripino Maia cometeu crime de corrupção passiva. O pedido também foi feito pela Procuradoria Geral da República, tendo como base o acordo de delação premiada do empresário George Olímpio.

Ele afirmou que pagou R$ 1 milhão ao senador para tentar implantar o sistema de inspeção veicular no Rio Grande do Norte