Termina hoje Semana de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas

Com ações de mobilização em vários estados e monumentos iluminados de azul pela campanha Coração Azul, termina hoje (31) a Semana de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas. No Brasil, em 2013, pelo menos 254 pessoas foram vítimas do crime de tráfico humano, em 18 estados, de acordo com o Relatório Nacional sobre Tráfico de Pessoas, levantado nas delegacias de Polícia Civil do país.

São Paulo e Minas Gerais foram os estados com maiores números de vítimas, com registros de 184 e 29 casos, respectivamente, como mostra o relatório divulgado ontem (30) pelo Ministério da Justiça. No país, os tipos mais comuns de violação foram o tráfico para fins de exploração sexual e trabalho escravo.

Estados como Pernambuco, Pará, Mato Grosso, Rio Grande do Sul, além do Distrito Federal, promoveram palestras, debates e ações de conscientização em aeroportos e estradas com o objetivo de esclarecer a população sobre o que é o tráfico de pessoas e como agem os criminosos que aliciam as vítimas.

No aeroporto de Belém houve uma ação de sensibilização, na ala internacional, com distribuição de panfletos e abordagem de viajantes para informá-los sobre o tema. No Distrito Federal ocorreu capacitação sobre tráfico de pessoas aos servidores da Casa da Mulher Brasileira. No Aeroporto Internacional Tom Jobim/Galeão, no Rio de Janeiro, foi instalada uma caixa gigante com textos e imagens de histórias reais de vítimas do tráfico de pessoas.

A semana de mobilização teve como ponto alto o dia 30 de julho, por ser a data adotada pela Organização das Nações Unidas (ONU), como o Dia Mundial de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, quando vários países se mobilizam por meio da campanha Coração Azul.