Site que divulga dados pessoais sai do ar para parte dos usuários

"Tudo sobre todos" gerou reclamações por fornecer informações sem autorização

O site "tudo sobre todos" que gerou reclamações por divulgar informações sobre as pessoas sem autorização, saiu do ar para parte dos usuários. Nesta segunda-feira (27), quem tentava acessar o endereço recebia a mensagem de que o IP havia sido banido.

A divulgação dos dados pessoais na internet deu origem a uma petição pública dirigida à Superintendência da Polícia Federal em Rondônia, para que o endereço fosse retirado do ar. O abaixo-assinado conseguiu mais de 45 mil assinaturas até a tarde desta segunda-feira.

No modo gratuito as informações exibidas ficam restritas ao nome e endereço. Dados completos, como a data de nascimento, parentesco, propriedade de empresas e sociedades, endereços alternativos e até o nome dos vizinhos, podem ser obtidos com a compra de créditos, por meio do criptomoeda Bitcoin.

Para iniciar a busca de dados, o usuário deve digitar o nome da pessoa ou o CPF. Os termos de uso do site deixam claro que é a justiça de Seychelles, país africano, que irá responder, caso aconteçam conflitos legais, como já ocorreu com outros sites com essa mesma proposta, como, por exemplo, o NomesBrasil.

Em maio, o site “NomesBrasil” virou notícia ao permitir que fossem consultados números e situações de CPFs de pessoas apenas digitando seu nome. Após ser notificado pelo Ministério da Justiça, o site saiu do ar.