Primeiro-ministro português rebate 'O Globo' e nega lobby de Lula

O primeiro-ministro de Portugal, Pedro Passos Coelho, desmentiu nesta segunda-feira (20) matéria do jornal O Globo, publicada no domingo (19) sobre suposto lobby do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em favor da construtora Odebrecht. "O ex-presidente Lula da Silva não me veio meter nenhuma cunha para nenhuma empresa brasileira", afirmou, usando expressão portuguesa que significa "fazer lobby".

"Para ser uma coisa que toda a gente perceba direitinho, é assim. Não me veio dizer: há aqui uma empresa que eu gostava que o senhor, se pudesse, desse ali um jeitinho. Isso não aconteceu. E nem aconteceria, estou eu convencido, nem da parte dele, nem da minha parte", afirmou também o primeiro-ministro português. 

De acordo com a reportagem do Globo, o pedido de Lula em favor da Odebrecht teria relação com a privatização da Empresa Geral de Fomento (EGF), de Portugal. Em nota divulgada ontem, a assessoria de imprensa do Instituto Lula acusou o jornal de omitir informações sobre o assunto. "O jornal O Globo não se atenta aos fatos e faz distorções para prejudicar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva".

>> Dilma: "Até reis defendem seus interesses nacionais"

As declarações de Passos foram feitas a jornalistas portugueses ao final de uma conferência, num hotel de Lisboa. O chefe do executivo adiantou que não recebeu nenhum pedido de informações das autoridades judiciais brasileiras sobre este assunto. "Não, nenhum", assegurou.

Assista aqui vídeo publicado pela agência portuguesa RTP com as declarações do primeiro-ministro.