Presidente da Andrade Gutierrez vai continuar preso

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), com sede em Porto Alegre, negou nesta quarta-feira o pedido de habeas corpus impetrado em favor do presidente da construtora Andrade Gutierrez, Otavio Marques de Azevedo, preso pela Polícia Federal na última sexta-feira (19) durante a 14ª fase da Operação Lava Jato. 

A defesa alegou que os fatos investigados pela PF são relativos à Construtora Andrade Gutierrez, e Azevedo é diretor da holding Andrade Gutierrez. 

>> MPF pede prisão preventiva de ex-diretor da Odebrecht preso na Lava Jato

>> Polícia Federal diz que Odebrecht mandou "destruir" e-mail sobre sondas

Além disso, os advogados dizem que o executivo não atuou no ramo da construção civil nos últimos anos, e que o nome dele não foi citado por funcionários como fonte da empresa.