Maria do Rosário sofre ameaça de morte em shopping no RS

"A sua hora de morrer vai chegar", disse homem, que estava acompanhado de criança

A deputada federal Maria do Rosário (PT-RS) registrou queixa na polícia por ter sofrido agressões verbais e ameaça de morte enquanto caminhava em um shopping na Zona Norte de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, na noite desta sexta-feira (19). A queixa foi registrada neste sábado (20).

A deputada relatou o caso através de suas redes sociais. Segundo ela, um homem acompanhado de uma criança passou por ela, que caminhava com sua mãe de 80 anos, e preferiu as seguintes palavras: "A sua hora de morrer vai chegar". 

"Suas ameaças não me assustam, você não vai me destruir, não vai me calar e nem aos que estão comigo", respondeu a deputada em seu twitter pessoal. Ex-secretária de Direitos Humanos da Presidência da República, ela faz coro aos políticos que são contra a redução da maioridade penal. 

Rosário disse que não conhece o suposto agressor, mas espera que ele seja identificado pelas imagens das câmeras de segurança do shopping Bourbon Country. "Me resta denunciar, registrar ocorrência, processar. Não é um tiro. Não me matou, nem vou deixar de dizer o que acredito e fazer o que devo em coerência às ideias que me movem. O sujeito movido pelo ódio é um patético, arrogante. Mas não posso negar, esse ódio começa a comprometer a esperança de que possamos retomar o rumo do fortalecimento da democracia", escreveu ainda.