Lula discute reforma política com presidente da Câmara da Itália

Em visita a São Paulo, a presidente da Câmara dos Deputados da Itália, Laura Boldrini, reuniu-se por mais de duas horas nesta sexta-feira (29) com o ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva, com quem discutiu as reformas políticas que os dois países estão promovendo.

"Itália e Brasil vivem um momento parecido com reformas políticas e os problemas também são similares. Há um descontentamento público e é preciso fazer uma limpeza na política", afirmou a parlamentar.

Dois dias após os deputados brasileiros aprovarem o financiamento privado a partidos e candidatos, Boldrini destacou que é necessário ter cautela com a medida, pois ninguém concede dinheiro por "caridade". "Há um interesse atrás dos financiadores políticos".

O financiamento de campanhas faz parte de um dos assuntos do pacote de reforma já aprovados pela Câmara brasileira, assim como o fim da reeleição no Poder Executivo.

A Itália, por sua vez, também vive um momento de reforma que pretende tornar o sistema legislativo unicameral (a Câmara dará suporte ao governo, enquanto o Senado terá competências específicas e os parlamentares da Casa não receberão salário).

Membro do partido Esquerda, Ecologia e Liberdade (SEL), Boldrini disse que, durante a reunião, Lula evidenciou as políticas adotadas em seu governo e na gestão de Dilma Rousseff para favorecer os mais pobres. "A política precisa ter a capacidade de responder às necessidades das pessoas, de melhorar a condição de vida", afirmou a deputada.

Boldrini chegou ao Brasil na última terça-feira (26) e também visitou o Rio de Janeiro e Brasília, onde se reuniu com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB).

Antes do Brasil, a italiana esteve no Chile a na Argentina com o objetivo convidar as lideranças políticas ao 1º Fórum Parlamentar Itália-América Latina, que ocorrerá em outubro, em Roma.

"Os grandes desafios, como imigração e mudança climática, impõem uma solução global. Nada mais pode ser resolvido a nível nacional", disse.

O giro da deputada pelo Brasil ocorre uma semana antes de Lula embarcar para a Itália, onde se reunirá com o primeiro-ministro Matteo Renzi. O ex-mandatário chegará ao país na quarta-feira (3) e verá Renzi no dia seguinte, no Palácio Chigi, em Roma, às 13h locais (8h no horário de Brasília).

Na sexta-feira (5), Lula irá discursar na sessão de encerramento do Fórum de Ministros da Agricultura da Expo Milão 2015, cujo tema é "Para além da Expo: A Agricultura para Alimentar o Planeta".

Já no sábado (6), Lula participa da 39ª Conferência da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), cujo presidente é o brasileiro José Graziano da Silva.

Também consta na agenda do ex-presidente um encontro no domingo (7) com jovens no âmbito do evento "Rome 4 the Planet" ("Roma para o Planeta"), organizado pela Prefeitura da capital italiana.