Comércio fecha na zona norte de SP após boato sobre toque de recolher

Estabelecimentos comerciais da zona norte da capital paulista, de regiões como Parque Edu Chaves, Vila Maria, Jardim Brasil e Vila Guilherme, fecharam as portas hoje (25) após boatos sobre uma ordem de  toque de recolher que circularam principalmente na internet.

Embora a medida não tenha sido confirmada pelas forças de segurança de São Paulo, muitos policiais estão na região, informou no fim da tarde, o secretário de Segurança Pública, Fernando Grella. “Recebemos informações [sobre o toque de recolher] e mobilizamos as forças policiais, mas não há nada de concreto”, disse Grella. 

Segundo o secretário, não havia nada confirmado, mas, por causa de informações sobre o toque de recolher, por medida de cautela, foram feitas mobilizações. "Tudo pode ser boato”, acrescentou.

De acordo com o secretário, suspeita-se que a possível ordem para o toque de recolher tenha relação com a morte, no último domingo (22), na região da Vila Medeiros, de um integrante de uma facção criminosa.

No final da tarde desta terça-feira, um ônibus foi incendiado na Avenida Zaki Narchi, perto da sede do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic).

Segundo a Polícia Militar, ninguém foi preso até o momento.