Delfim Netto: com Levy, Barbosa e Hamilton não existirá crise no Brasil

O ex-ministro da Fazenda, Delfim Netto, disse que com os nomes apontados como futuros ministros da Fazenda (Joaquim Levy) e do Planejamento (Nelson Barbosa), e secretário do Tesouro Nacional (Carlos Hamilton Araújo), se confirmados, não existirá crise no Brasil. "Profissionais com a maior competência, também envolvidos com preocupações de programas sociais, mas com conhecimento técnico. São uns dos mais conceituados entre os economistas brasileiros", disse. 

>> Planalto adia anúncio de novos ministros do 2º mandato

>> Armando Monteiro será o ministro do Desenvolvimento - Kátia Abreu é convidada para a pasta da Agricultura

O ex-ministro indica que os três "não são homens vinculados como patrões ou como sócios de empresas do mercado financeiro". Joaquim Levy, secretário do Tesouro por duas vezes, mostrou sua competência, sendo em seguida conduzido para a Secretaria de Fazenda do Rio de Janeiro, onde coordenou a economia do estado. Nunca aceitou qualquer tipo de pressão dos políticos que estavam acostumados a manipular essa secretaria.

Nelson Barbosa é um técnico renomado em todos os postos que ocupou, tanto no Ministério da Fazenda quanto na Vale do Rio Doce, sempre mostrando sua enorme competência.

Carlos Hamilton, diretor de Política Econômica do Banco Central, é um dos principais conselheiros do presidente Alexandre Tombini. Também foi diretor de Assuntos Internacionais, chefe da Mesa de Operações no Departamento de Operações do Mercado Aberto, entre tantos outros cargos, sempre desempenhados com firmeza e competência.