Ministro diz que país está um pouco atônito com manifestações

Gilberto Carvalho afirma que o Brasil vive um momento de reposicionamento da sociedade

Em uma solenidade no Palácio do Planalto, na manhã desta quarta-feira, o ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, disse que o país está um pouco atônito com as manifestações que ocorrem em várias cidades. "O país contempla um pouco atônito toda essa emergência, todo esse surgimento de um amplo processo de massas, de mobilização, de movimentação, de reivindicação, de luta, em relação ao qual nós temos que ter a generosidade de saber ouvir", afirmou. 

Carvalho disse que os governantes devem entender as reivindicações da sociedade, principalmente os jovens, para não serem atropelados pela história. “Nós que lutamos tanto contra a exclusão vemos a juventude querer mais, e mais e mais, e é legítimo. Nós temos que entender isso, senão seremos atropelados pela história".

O ministro enfatizou que o Brasil vive um reposicionamento da sociedade, que exige mais participação no governo. "É extremamente saudável que a juventude esteja manifestando esse imperativo de participar, de dar conta e de exigência de um novo padrão de vida".

No entanto, Gilberto Carvalho condenou os atos de vandalismo durante as manifestações. "Não podemos endossar, nem aprovar violências. Pelo contrário, temos que mobilizar os setores mais amplos pra tentar conter as manifestações que são indevidas", concluiu.