População lota São Gonçalo (RJ) e Praça da Sé (SP) em novo dia de protestos

O município de São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, e a Praça da Sé, em São Paulo são palcos do sexto dia de manifestações iniciadas na semana passada diante do reajuste das tarifas do transporte público.

Milhares de manifestantes começaram a se concentrar na Praça Zé Garoto, nas imediações da Prefeitura de São Gonçalo, para o protesto contra o aumento das passagens de ônibus em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Pelo menos duas mil pessoas estão no local. 

Outro grande grupo também lota a Praça da Sé, no Centro de São Paulo. às 17h30, o grupo começou a se deslocar na Praça da Sé em direção ao Pateo do Collegio, rumo à Prefeitura de São Paulo. 

>> Porto Alegre anuncia redução na passagem; preço pode chegar a R$ 2,70

>> Manifestações conseguem redução de tarifas 

>> Dilma viaja a São Paulo para encontro com Lula

Ato pacífico

Um grande ato também marcou a mobilização iniciada pelas redes sociais em São Paulo. Ontem, o centro da capital paulista também reuniu todo tipo de gente e prosseguiu pacificamente. Diferente do que se viu nos dias anteriores. Além dos estudantes, punks, e filiados a sindicatos e partidos políticos. 

Apesar de São Gonçalo ser outra cidade, há muitos gritos de ordem contra o prefeito da cidade do Rio de Janeiro, Eduardo Paes. O governador do estado, Sérgio Cabral, também está sendo lembrado. Parte dos manifestantes cobra um maior reajuste para professores das redes municipal e estadual.