DF: Justiça determina prisão preventiva de suspeito de matar professora

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJ-DF) alterou neste sábado a prisão do suspeito de assassinar a professora Cristiane Silva Mattos, 37 anos, Walisson Santos Lemos, de flagrante para preventiva. Ele foi preso na sexta-feira, um dia depois do corpo da professora ser encontrado dentro do carro dela, no estacionamento 9 do Parque da Cidade. 

Com a decisão, o suspeito agora ficará preso por tempo indeterminado, enquanto a polícia investiga o caso. 

O crime

Cristiane foi encontrada morta na noite de quinta-feira dentro de seu carro, no estacionamento 9 do Parque da Cidade. 

De acordo com a polícia, a professora saiu de casa por volta das 17h30 afirmando que iria buscar os filhos na escola e comprar ovos de Páscoa, mas não voltou para casa. Por conta da demora, seu marido foi à delegacia registrar a ocorrência, por volta de 20h30. Cerca de duas horas depois, os policiais encontraram o corpo de Cristiane no carro, no estacionamento 9 do Parque da Cidade. 

As portas dos veículos estavam abertas, e havia estilhaços de vidro pelo chão, próximo ao carro. Os pertences da vítima não foram levados. No carro, a polícia encontrou os ovos de Páscoa que a professora afirmou que compraria para os filhos. A professora foi enterrada no sábado.