Feliciano descarta renúncia da presidência da Comissão de Direitos Humanos

Em entrevista ao programa Pânico, da Bandeirantes, o pastor Feliciano (PSC-SP) comentou as polêmicas envolvendo seu nome na presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara e garantiu que não pretende renunciar ao posto, apesar de toda a pressão.

Desde que foi eleito para o cargo, o parlamentar tem enfrentado reações devido às declarações consideradas racistas e homofóbicas. 

Na semana passada, o presidente da Casa, Henrique Eduardo Alves, chegou a afirmar que a situação do pastor Feliciano era  “insustentável” e que uma solução seria dada nesta terça-feira (26).

>> Beijaço de Repúdio contra Feliciano reúne simpatizantes da causa gay em SP

>> Pastor Feliciano chama protestos contra ele de 'macabros'  

>> Deputado Feliciano divulga vídeo com ataques a opositores

>> Manifestantes protestam contra deputado Feliciano na presidência da CDHM