Exibição de filme com Yoani Sánchez é suspenso por manifestações na BA

A blogueira Yoani Sánchez e o senador Eduardo Suplicy foram recebidos por vaias na noite desta segunda-feira (18) no Museu Parque do Saber, em Feira de Santana (BA). Os dois participariam da Exibição do documentário Conexão Cuba Honduras, produzido por Dado Galvão, mas devido a manifestações e protestos o evento foi alterado e virou uma mesa de discussões.

Manifestantes munidos de faixas e cartazes protestavam contra a vinda da blogueira ao Brasil e a favor do regime comunista cubano. Eles afirmavam que a blogueira é uma personalidade falsificada produzida pelos Estados Unidos e aliados.

“Essa Yoani serve os interesses dos americanos que  bloqueiam a Cuba há 61 anos e ela nunca defendeu Cuba. Os americanos têm cinco heróis cubanos presos e ela nunca abriu a boca pra poder exigir a liberdade. Ela é uma farsa a serviço do imperialismo e da direita internacional contra seu próprio país, por isso protestamos”, afirmou Antonio Barreto, presidente da associação cultural José Martín.

Aborrecido com as provocações o senador Suplicy chegou a ajoelhar-se na mesa para fazer a defesa dos seus ideais e da blogueira. "Ela está aqui aberta ao debate, e nós temos que dar a oportunidade de conhecer os pontos de vista da senhora Yoani Sánchez. A minha disposição de estar hoje aqui é para conhecer ideias e tenho certeza que com tumulto a gente sai daqui hoje perdendo uma grande oportunidade” , ressaltou Splicy.

De acordo com Yoani, o seu principal objetivo é expor tudo o que realmente acontece em Cuba para o mundo  e para ela a reação das pessoas é conseqüência desse ato. “Quem dera houvesse em Cuba essa liberdade de expressão”, destacou.

Yoani, de 37 anos, teve por 20 vezes o pedido negado para viajar para fora do país e há duas semanas conseguiu, através da reforma de imigração cubana, fazer a sua primeira viagem. A blogueira já ganhou uma série de prêmios internacionais devido ao blog Geração Y.