Tragédia no RS põe à prova capacidade de segurança antes da Copa, diz agência

Na cobertura do incêndio em uma boate em Santa Maria (RS) que deixou mais de 230 mortos na madrugada deste domingo, a agência britânica Reuters faz uma menção à Copa do Mundo de 2014 e à Olimpíada do Rio de Janeiro 2016. O veículo destaca que o episódio ocorre em um contexto no qual a capacidade de segurança do Brasil está sob uma “análise particularmente minuciosa”.

O texto da Reuters ganhou espaço em dois veículos de grande porte dos Estados Unidos, o jornal Chicago Tribune e a rede NBC.

Em seu site, o diário escreve que a “tragédia na cidade universitária de Santa Maria, em um dos Estados mais prósperos do Brasil, vem enquanto o País luta para melhorar a segurança e o déficit de logística antes da Copa do Mundo de futebol de 2014 e da Olimpíada de 2016, ambos (os eventos) esperados para colocar na vitrine o avanço econômico e a ambição de primeiro mundo da maior nação da América Latina”.

Também em sua página na Internet, a emissora ressalta, dando crédito à Reuters, que “os padrões de segurança do Brasil e de capacidade de resposta a uma emergência estão sob uma análise particularmente minuciosa enquanto o País se prepara para sediar a Copa do Mundo de futebol de 2014 e os Jogos Olímpicos de Verão 2016”.

Ainda na Grã-Bretanha, o site do jornal Daily Mirror também faz uma relação entre os dois temas. Na mesma nota em que relata o incêndio em Santa Maria, o veículo informa que “a Copa do Mundo será organizada no Brasil em 2014 e (também) a Olimpíada e a Paralimpíada em 2016”.