Udesc lamenta tragédia ocorrida em Santa Maria/RS

Governadores também prestam solidariedade ao Rio Grande do Sul

Neste domingo, 27, às 2h, um incêndio na boate Kiss, em Santa Maria/RS, matou pelo menos 245 jovens. Na boate, acontecia a festa de quatro cursos da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) – Agronomia, Medicina Veterinária, Pedagogia e Tecnologia de Alimentos. 

A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), na condição de entidade parceira da UFSM, lamenta profundamente cada uma dessas mortes. 

"Lamentamos a perda destes jovens universitários. Este é um domingo triste para todo o Brasil e em especial para o Rio Grande do Sul já que foi a maior tragédia do Estado. Desejamos ainda a melhora de todos os feridos”, disse o reitor em exercício, Marcus Tomasi. 

O pró-reitor de Extensão, Cultura e Comunidade, Mayco Nunes, também lembrou que a Udesc e UFSM tem grandes parcerias nas áreas de Ensino, Pesquisa e Extensão. “Temos inúmeros professores que se formaram tanto nas suas graduações quanto nas suas pós-graduações na UFSM. Além disso, já desenvolvemos dezenas de ações nas áreas da Pesquisa e Extensão. Realmente esta tragédia deixa toda comunidade da Udesc muito triste”, finaliza o pró-reitor.

O governador Sérgio Cabral também entrou em contato com o governador Tarso Genro (RS) neste domingo, e lamentou profundamente o incêndio na boate Kiss, em Santa Maria, e as suas trágicas consequências. Sérgio Cabral se solidarizou, colocando à disposição do Governo do Rio Grande do Sul a Força Estadual de Saúde e o Hospital de Campanha do Rio de Janeiro.

Governo catarinense coloca profissionais à disposição do Rio Grande do Sul para ajudar vítimas em Santa Maria

Comovido pela tragédia ocorrida na madrugada deste domingo, dia 27, em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, o governador Raimundo Colombo anunciou que Santa Catarina está preparada para enviar profissionais das áreas da Saúde e da Segurança Pública para auxiliar no atendimento às vítimas, caso receba pedido do governo gaúcho. 

Na conversa que teve por telefone com o governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, na manhã de hoje, Colombo se solidarizou com a dor dos gaúchos, especialmente com as famílias das vítimas, e colocou a estrutura do Estado à disposição da comunidade que sempre auxiliou Santa Catarina nos momentos de tragédia.