Prefeitura de Santa Maria decreta luto de 30 dias após tragédia  

O prefeito de Santa Maria (RS), Cezar Schirmer, na região central do Rio Grande do Sul, decretou na manhã deste domingo luto oficial de 30 dias por causa do incêndio em uma casa noturna nesta madrugada que deixou mais de 200 mortos.  De acordo com a prefeitura, a medida prevê a contratação imediata de profissionais da área da saúde, como psicólogos e psiquiatras, para dar assistência às famílias das vítimas.

>> Dilma cancela agenda no Chile e segue para Santa Maria

Em nota, a administração municipal informou que o governador Tarso Genro devera chegar à cidade no final desta manhã e que Schirmer recebeu um telefone na presidente Dilma Rousseff, que também deve ir à Santa Maria nas próximas horas.

"O prefeito e equipe de governo continuam acompanhando o incidente e ajudando de perto no socorro e resgate das vítimas, junto aos Bombeiros, Defesa Civil, Brigada Militar, polícias militar e civil e demais instituições envolvidas", diz a prefeitura em nota.

O incidente, que começou por volta das 2h30, ocorreu na Boate Kiss, na rua dos Andradas, no centro da cidade. A área está isolada. De acordo com o coronel-comandante do Corpo de Bombeiros em entrevista à Rádio Gaúcha, Guido Pedroso de Melo, o fogo teria iniciado com um sinalizador. "A informação que colhemos no local foi que o que gerou o incêndio é que alguém da banda que estava animando a festa acendeu um sinalizador e acabou pegando na forração (no teto) com base de isopor", informou. Segundo o coronel, muitas pessoas desmaiaram por causa da fumaça tóxica expelida pelo material queimado.