"Ele morreu trabalhando como queria", diz mulher de Joelmir Beting

Durante velório no Cemitério do Morumbi, em São Paulo, na manhã desta quinta-feira (29), Lucila, a mulher de Joelmir Beting, desabafou com uma amiga próxima: "morreu trabalhando como ele queria".

Chorando muito, ela também acalmou a colega, que lamentava não ter se despedido do amigo. "Ele morreu cedo, não deu nem para dar tchau para ele. Ele gostava muito de vocês".

Apresentador e mediador do dominical Canal Livre e comentarista do Jornal da Band, Joelmir morreu à 0h55 desta quinta-feira, aos 75 anos, em São Paulo. 

No domingo (25), ele sofreu um AVE (Acidente Vascular Encefálico) no Hospital Israelita Albert Einstein, na zona sul da capital paulista, onde estava internado desde o dia 22 de outubro, devido a uma doença autoimune que tinha nos rins.