Brasil alcançou o Objetivo do Milênio de queda na mortalidade na infância

A revisão das taxas de mortalidade com base nos dados do Censo 2010 revelou que o Brasil alcançou, já em 2010, o quarto Objetivo de Desenvolvimento do Milênio (ODM), que tem como meta reduzir em dois terços, até 2015, a mortalidade de crianças menores de cinco anos, tendo 1990 como ano-base para início da série temporal. 

Em 1990, esta taxa era de 59,6 por mil e dois terços deste valor representariam uma redução de 39,7 por mil, chegando em 2015 com uma taxa de 19,9 por mil. 

A taxa de mortalidade na infância revisada para 2010 foi de 19,4 por mil, abaixo, portanto, desse patamar.

A taxa de mortalidade infantil para o Brasil, em 2011, foi estimada em 16,1 óbitos por mil nascidos vivos, indicando queda de 76,7% no período de 1980/2011. O mesmo comportamento foi observado na taxa de mortalidade da infância (18,7 por mil em 2011), representando redução de 49,0% em relação ao ano de 2000, cujo valor foi de 36,6 por mil.

Os dados fazem parte da Tábua de Mortalidade da população do Brasil para 2011, divulgada nesta quinta-feira pelo IBGE.