Del Nero diz que "foi surpreendido" por operação da PF em sua casa

Em nota oficial divulgada no site da Federação Paulista de Futebol (FPF), o presidente da entidade Marco Polo Del Nero afirmou que "foi surpreendido" pela operação da Polícia Federal que recolheu documentos em sua casa, na madrugada desta segunda-feira. 

O dirigente declarou que a busca não foi relacionada às suas atividades na federação, nem ao seu escritório de advocacia.

O mandatário paulista, que também é vice-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), prestou depoimento na Polícia Federal e foi liberado em seguida. O teor do depoimento de Del Nero "segue em sigilo de Justiça", de acordo com a nota.

Ao lado do presidente da CBF, José Maria Marin, Del Nero participa nesta segunda-feira da abertura da Soccerex, feira de negócios relacionados ao futebol, no Rio de Janeiro.

Confira na íntegra a nota oficial da Federação Paulista de Futebol

Marco Polo Del Nero, presidente da Federação Paulista de Futebol, esclarece que foi surpreendido em uma operação da Polícia Federal durante esta madrugada em sua residência, em busca de documentos não relacionados à sua atividade na entidade e de seu escritório de advocacia.Conhecido advogado criminalista, Marco Polo Del Nero prestou depoimento regulamentar na Polícia Federal sendo liberado em seguida. O teor do depoimento segue em sigilo de Justiça.

Marco Polo Del Nero