Força Nacional inicia operação para diminuir índice de criminalidade no DF 

Brasília – A Força Nacional de Segurança Pública (FNSP) iniciou operação em 39 pontos considerados críticos no Distrito Federal para combater o tráfico de drogas, sequestros-relâmpagos e impedir a saída de carros roubados para desmanche em outros estados.

A orientação é que sejam feitas revistas em veículos suspeitos que estão deixando ou entrando no DF. Ontem (11), primeiro dia da Operação Divisa Segura, duas pessoas foram presas na saída de Ceilândia, região administrativa do DF localizada a 24 quilômetros da área central de Brasília.

A população, entretanto, critica a abordagem violenta desses policiais, duvida do êxito da estratégia e pede policiamento ostensivo nas regiões administrativas, além de ações de inteligência para enfrentar a criminalidade. O comandante da Polícia Militar do DF, coronel Suamy Santana, por outro lado, disse que a iniciativa não terá um grande impacto na rotina do combate ao crime.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, a cada três roubos no Distrito Federal, um é cometido por alguém que reside no Entorno. Por meio de acompanhamento estatístico, 133 homens da FNSP suplementarão o trabalho das polícias Civil e Militar em locais determinados pelo governo do DF até o dia 31 de dezembro.

Ainda segundo a Secretaria de Segurança Pública, as rodovias que ligam o Distrito Federal às regiões do entorno, como a BR-040 (Brasília-Valparaíso) e a BR-020 (Brasília-Formosa), são as principais rotas de fugas de ladrões, traficantes e sequestradores e, por isso, estão recebendo maior número de bloqueios da FNSP.

Atualmente, a FNSP atua em 35 operações diferentes, distribuídas em 23 estados do país. Em entrevista aAgência Brasil, a secretária nacional de Segurança Pública, Regina Miki, disse que os estados que solicitam a presença da FNSP devem procurar contratar mais policiais civis e militares.