Dirceu diz a Lula que está preparado até para ser preso

O ex-ministro José Dirceu afirmou ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a outros aliados que não espera mais ser absolvido pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no julgamento do mensalão. As informações são da Folha de S.Paulo. 

Prestes a ser julgado, ele disse ainda que está preparado até para a hipótese de ser preso, não porque existam provas contra ele, mas pela tendência esboçada pela corte. Quatro interlocutores do ex-ministro relataram ao jornal conversas em que Dirceu se disse "preparado para o pior".

Uma delas ocorreu há dez dias durante reunião com Lula, o ex-ministro Márcio Thomaz Bastos e o petista Sigmaringa Seixas. Na conversa, o ex-ministro repetiu que, do ponto de vista técnico, o Supremo não teria como sustentar sua condenação. Mas, na opinião dele, o julgamento trilha um caminho político.

O grupo, que se reuniu no domingo retrasado, segundo o jornal, chegou a discutir o uso de recursos que possam reverter a decisão do Supremo, os chamados embargos infringentes. Procurada, a assessoria do ex-ministro da Casa Civil afirmou que "José Dirceu está confiante em sua absolvição pelo STF, pois é inocente das acusações que lhe são feitas. É o que tem dito sempre que conversa sobre o julgamento". 

O STF começa, no próximo capítulo de julgamento, a analisar as acusações de corrupção ativa e passiva imputadas a deputados da base aliada, relativas à compra de apoio político no Congresso. Esse item, o quarto a ser analisado (e sexto da denúncia da Procuradoria-geral da República), diz respeito à prática de crimes como corrupção e lavagem de dinheiro, envolvendo PP, PL (hoje PR), PTB e PMDB.