FAB e Marinha encerram buscas sem achar cinco vítimas de naufrágio 

A Marinha do Brasil e a Força Aérea Brasileira (FAB) suspenderam, nesta terça-feira, as buscas por cinco pescadores que desapareceram após um naufrágio. A embarcação em que eles estavam foi encontrada submersa no litoral do Maranhão. O barco teria partido da cidade de Acaraú, a 244 km de Fortaleza (CE).

Segundo a assessoria de imprensa da Marinha, não há informações precisas sobre o dia em que ocorreu o naufrágio. As buscas pelos tripulantes do barco Talita começaram no dia 21 de julho e, de acordo com os procedimentos, deveriam durar 72 horas. Como, passado este período, não foi encontrado nenhum indício de sobreviventes, a operação foi suspensa.

De acordo com o Comando do 4º Distrito Naval, responsável pelo patrulhamento da região, a embarcação onde estavam os pescadores foi encontrada pela fragata Independência. O barco estava submerso na vertical, com apenas 50 cm para fora da água do mar. Mergulhadores realizaram buscas, mas não encontraram tripulantes no local ou nas proximidades.

As buscas foram realizadas na extensão da costa dos Estados do Maranhão, Ceará, Piauí e Pará. Como o barco foi encontrado no litoral maranhense, a Capitania dos Portos do Ceará, Estado de origem da embarcação, solicitou apoio ao distrito naval de Belém (PA), responsável pela região.