Monomotor de deputado cai e deixa dois mortos no Amapá 

O Corpo de Bombeiros do Amapá confirmou a queda de um monomotor em Macapá na manhã desta sexta-feira, deixando dois mortos. Entre as vítimas pode estar o deputado estadual Dalton Martins (PMDB). A aeronave, que pertence ao parlamentar, caiu logo após a decolagem, a cerca de 4 km da cidade, conforme a assessoria do deputado.

"Ele decolou às 5h50 com destino a Manaus (AM) e chegou a fazer contato com a torre, afirmando que a aeronave apresentava problemas e tentaria fazer um pouso forçado", informou a assessora do parlamentar, Rosiane Almeida. O avião era pilotado pelo próprio deputado, que tinha habilitação.

Pelo celular, o comandante dos bombeiros, coronel Raimundo Miranda, disse que a situação era "terrível". A informação passada pelos moradores, os primeiros a verem a queda, davam conta de que a aeronave teria explodido. "Ouvimos uma explosão e fomos para a área. Muita tristeza por aqui", disse Vânia Mosquera. A forte chuva que caiu na cidade dificultava as buscas e a região é de difícil acesso.

O Corpo de Bombeiros localizou os dois corpos e disse que é impossível identifica-los, pois estão carbonizados, mas acredita que um deles seja o do deputado Dalto Martins. Atualmente, o deputado presidia uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga possíveis irregularidades na aplicação de recursos públicos em contratos na saúde.