Sarney segue internado com quadro estável em São Paulo 

O presidente do Senado Federal, José Sarney (PMDB-AP), segue em estado estável na manhã desta segunda-feira. Ela foi internado no hospital Sírio-Libanês no sábado após sentir fortes dores no peito. Na unidade, ele foi submetido a dois procedimentos (um cateterismo e uma angioplastia) e foi internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Cardiológica.

De acordo com a assessoria de imprensa do Sírio-Libanês, um novo boletim médico deve ser publicado por volta das 12h de hoje, horário em que a equipe médica costuma fazer visitas. Ontem, o coordenador da equipe que trata do político, o cardiologista Roberto Kalil Filho, afirmou que, mesmo em um quadro considerado estável, ele seguirá ao menos uma semana internado.

Sarney foi ao hospital após sentir dores no peito na manhã de sábado. Ao chegar à capital paulista, relatou ter sentido um desconforto mais agudo acompanhado de dores no braço esquerdo - um sintoma clássico de ataque cardíaco. Três exames indicaram alterações nas funções do órgão: um eletrocardiograma, um ecocardiograma e uma análise de enzimas coronarianas.

Após as alterações, Sarney foi submetido ao cateterismo, que identifica possíveis obstruções no coração, na madrugada de domingo. Durante o procedimento, foi detectada a obstrução de uma artéria, a descendente inferior, sendo solucionada por meio de uma angioplastia e pela colocação de um stent, "um Roto-Rooter", na definição de Kalil.