PMDB indica Vital do Rêgo para presidir Conselho de Ética do Senado 

O PMBD quer o senador Vital do Rêgo na presidência do Conselho de Ética. A indicação foi anunciada no início da tarde desta segunda-feira, durante reunião do partido no gabinete do presidente do Senado, José Sarney. A escolha do partido criou impasse, já que Vital do Rêgo é o corregedor da Casa e disse ser difícil acumular as funções. "Há dificuldades funcionais em acumular as funções, seria constrangedor", disse.

Um opção seria a escolha de outro corregedor, e assim deixar Vital do Rêgo no comando do Conselho que tem como primeira missão, julgar o senador Demóstenes Torres , o que será trabalhado ainda nesta tarde. 

É o Regimento Interno do Senado que dá ao partido com maior número de representantes o direito de ocupar o cargo da presidência do Conselho de Ética, colegiado que tem a prerrogativa de pedir ao Plenário a cassação de mandato parlamentar, por exemplo.

Em conversa com jornalistas, o corregedor Vital do Rêgo adiantou que senadores não terão acesso ao conteúdo do processo que corre no Supremo Tribunal Federal contra o senador Demóstenes Torres. "Fomos informados que somente uma CPI tem condições constitucionais para receber essas informações; o conteúdo é sigiloso". 

José Sarney garantiu que a questão será solucionada até amanhã. "A sessão está marcada e garantida para a amanhã, terça- feira", disse.

O líder do PT, senador Walter Pinheiro, mantém indicação do senador Wellington Dias (PT-PI) para presidência do Conselho de Ética.