SP: professor fabricava 'superbombas' para explodir caixas 

Um professor de Itapevi, na Grande São Paulo, foi preso nesta terça-feira com dois potentes explosivos caseiros para serem usados em roubos a caixas eletrônicos. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, o material era mantido escondido em uma casa no Jardim Rute. Com os suspeitos também foram apreendidos um revólver e munições.

De acordo com a PM, os policiais foram acionados para atender uma denúncia de que o professor Thiago Gomes da Costa, 21 anos, guardava armas em casa. Antes mesmo de ser iniciada a busca, o suspeito acabou revelando que mantinha um revólver calibre 32 sob do colchão.

Mesmo com a confissão, os policiais decidiram fazer uma busca minuciosa no imóvel e acharam os artefatos. O suspeito explicou que havia fabricado as duas bombas para "explodir caixas eletrônicos". Para montar os artefatos ele comprou seis bananas do explosivo TNT, instalando três em cada bomba, para dar mais poder explosivo. As "superbombas" estavam acopladas a fios e detonadores, prontas para serem usadas.

O caso foi registrado na Delegacia de Itapevi. As bombas caseiras, espoletas, pólvoras e fios foram entregues ao Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) da Polícia Militar. O professor foi atuado em flagrante por posse de artefatos explosivos e de arma de fogo.