Dupla é presa por espancar professor e escondê-lo em vala no Pará

A Polícia Civil prendeu dois jovens que confessaram ter roubado um professor e tentado matá-lo a pauladas em uma área de mata da rodovia Transamazônica na quinta-feira passada, no sudoeste do Pará. Jefferson Gomes Mello, 21 anos, e Thaisson Santos de Souza, 23 anos, estão detidos na sede da Superintendência da Polícia Civil do Xingu, em Altamira (PA), após terem roubado carro, dinheiro, cartões de crédito e objetos de valor da casa de Anizio de Araújo Uchoa Filho, 50 anos. A vítima permanece internada no Hospital Regional de Altamira com fraturas no maxilar e em um dos braços, além de vários ferimentos pelo corpo.

De acordo com os depoimentos dos suspeitos, eles estavam no trapiche de Altamira quando tiveram a ideia de ir até a casa do professor. Depois de conversarem com Anizio, eles deixaram a casa, mas voltaram ameaçando a vítima com uma faca. Jefferson teria imobilizado Anizio com uma gravata, e os dois amordaçaram a vítima com uma fita, amarrando também as suas mãos e pés. Os dois teria, então, saqueado a casa, recolhendo quatro cartões de crédito, um computador portátil, um telefone celular, um mp3 player e R$ 1.150. Em seguida, segundo os relatos, eles carregaram o professor desmaiado até o Crossfox da própria vítima.

Jefferson dirigiu até a cidade de Vitória do Xingu, onde Thaisson foi até uma casa trocar de roupa antes de seguir até uma agência bancária e tentar sacar dinheiro com um cartão roubado, sem sucesso. Segundo a polícia, os dois seguiram pela Transamazônica em direção ao município de Uruará e chegaram a uma estrada vicinal de acesso ao município de Brasil Novo, onde retiraram o professor do carro, ainda amordaçado e com as mãos amarradas, e o levaram 40 m mata adentro. Thaisson teria, então se armado de um pedaço de madeira e passado a agredir a vítima na cabeça. Jefferson alega que apenas observou o comparsa, mas Thaisson o acusa de ter também participado do espancamento.

Desmaiado, Anizio foi arrastado até uma vala e coberto com terra e folhas. A dupla fugiu com o carro em direção a Altamira. Ao recobrar a consciência, o professor conseguiu uma carona e retornou para a cidade, onde denunciou o crime. Os suspeitos foram localizados no centro do município na tarde de sexta-feira passada, em poder "de todos os objetos e dinheiro roubados", segundo a polícia. O delegado Cristiano Nascimento, superintendente regional do Xingu, aguarda a manutenção do flagrante pela Comarca de Altamira para providenciar as transferências dos presos ao Sistema Penitenciário da região.