Chuva volta a alagar cidades mineiras 

Municípios em emergência chegam a 217

Boletim divulgado nesta quarta-feira pela Coordenadoria de Defesa Civil (Cedec) de Minas Gerais informa que chegou a 217 o número de municípios em estado de emergência em consequência da chuva. O fenômeno voltou a ocorrer nos últimos dias e uma das cidades afetadas foi Pirapetinga, na zona da mata do Estado, onde ruas foram foi inundadas pela cheia do rio Pirapetinga na segunda-feira.

De acordo com a Coordenadoria de Defesa Civil, houve deslizamento de encostas e praticamente toda a cidade ainda estava debaixo d´água hoje.Segundo o Corpo de Bombeiros, mais de 2 mil pessoas estão desalojadas e pelo menos 200 desabrigadas. Elas foram levadas para abrigos e casas de familiares. Uma força-tarefa composta por técnicos da Cedec e militares do Corpo de Bombeiros e Polícia Militar está na cidade para ajudar no socorro às vítimas.

Na terça-feira também foi registrada uma inundação na cidade de Confins, na região metropolitana de Belo Horizonte. Segundo os Bombeiros, duas lagoas transbordaram com o grande volume de água, provocando alagamentos no bairro Várzea Bonita. Um helicóptero da corporação foi utilizado para resgatar pessoas ilhadas.

De acordo com a Cedec, em todo o Estado de Minas Gerais, mais de 3,5 milhões de pessoas foram afetadas. Destas, 110 mil ficaram desalojadas ou desabrigadas. Houve a queda de 776 pontes e outras 519 ficaram parcialmente destruídas. A Defesa Civil registrou ainda que 27 mil casas foram danificadas ou desabaram. Dezoito pessoas morreram e uma está desaparecida.